HALEY HEYNDERICKX [cancelado]

Aviso: O concerto de Haley Heynderickx foi infelizmente cancelado por motivos pessoais da artista aos quais a nossa organização é totalmente alheia. Lamentando este facto, convidamos todos a seguir de perto a agenda da Lugar Comum para 2018.

CAV - Centro de Artes Visuais [Coimbra]
sábado, 17 de Novembro de 2017
22:00

Foi com apenas 11 anos, na pequena cidade de Forest Grove, que Haley Heynderickx deu os primeiros passos na guitarra, logo se debatendo com uma primeira escolha: o único instrutor ali residente dedicava-se ao ensino do bluegrass, ao passo que a jovem norte-americana aspirava tornar-se punk rocker. Contudo, ao longo da adolescência, essa distância dissipar-se-ia com a descoberta de Bob Dylan, estabelecendo um natural compromisso entre as raízes folk e a Fender Telecaster que a passou a acompanhar nas suas primeiras actuações.


Desde há sete anos a residir em Portland, em 2016, Haley começou por editar um EP intitulado “Fish Eyes”, percursor do seu primeiro álbum “I Need To Start a Garden”, com lançamento marcado para o início de 2018, do qual já se encontra em rotação o single “Oom Sha La La”. A julgar pelo avanço, a nostalgia pelas décadas de 50 e 60 do século passado encontra-se bem presente no seu primeiro trabalho, sendo igualmente possíveis comparações a contemporâneas suas, como Sharon Van Etten ou Angel Olsen.


Actualmente em tour pela Europa, Haley Heynderickx trará consigo não só a rotina de dezenas de concertos dados em Portland, e por toda a Costa Oeste, nos últimos dois anos, mas também algumas das composições que farão parte do seu primeiro álbum de originais. Ocasião de, no próximo dia 17 de Novembro, no CAV – Centro de Artes Visuais, marcar encontro com uma singer-songwriter em ascensão.

----------------------------------------------------

"Haley Heynderickx has a smoky, sweet voice and a knack for intricate guitar lines...her lyrics evoke intimacy and compassion" - NPR

"There's a low-key nuance to Haley Heynderickx's silvery guitar-based songs, but their brilliance radiates through stronger at a quieter level." - KEXP

"On the strength of her local shows and that EP, she’s become one of the strongest new voices in Portland." - Oregon Public Broadcasting

"Haley Heynderickx writes with an elegant lyricism that sticks immediately in your brain" - Parker Hall, Digital Trends

----------------------------------------------------

:: Bilhetes
5€ (associados Lugar Comum)
6€ (geral)

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
Através do e-mail: lugarcomum.pt@gmail.com (mediante envio de indicação do nome completo + nº BI para posterior confirmação)

Os bilhetes reservados deverão ser confirmados e levantados no dia do concerto, no CAV - Centro de Artes Visuais (Pátio da Inquisição), entre as 21h30 e as 21h50.

----------------------------------------------------

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum / Son Estrella Galicia
colaboração: CAV - Centro de Artes Visuais
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

MOLLY BURCH

CAV - Centro de Artes Visuais [Coimbra]
sábado, 23 de Setembro de 2017
22:00

Em 2016, a convite da SON Estrella Galicia (SONEG), a Lugar Comum associou-se ao ciclo de concertos American Autumn, cuja realização, durante os meses de Outono, leva aos palcos de Madrid, Ourense e Santiago de Compostela alguns dos mais relevantes nomes da actual indie norte-americana.

Após uma primeira edição, que contou com concertos de Laura Gibson e Heather W. Broderick, foi renovada a parceria com a SONEG, pelo que, no próximo dia 23 de Setembro, terá inicio o segundo ano da sua extensão a Coimbra; ocasião essa para receber no palco do Centro de Artes Visuais uma das autoras do momento nos Estados Unidos da América: Molly Burch.


Originária de LA, desde muito cedo a californiana Molly Burch se encontrou exposta a diversas influências artísticas. Filha de um produtor, cresceu rodeada de discos de Billie Holiday e Nina Simone, tendo no final da adolescência se matriculado na Universidade da Carolina do Norte, onde estudou Jazz Vocal Performance. Ali viria a conhecer o guitarrista Dailey Toliver, que a acompanhou até Austin, em busca de um contrato discográfico.



Passando a incorporar nas suas composições referências como os Everly Brothers, Sam Cooke ou Patsy Cline, ao longo da dezena de faixas que integra o primeiro álbum “Please Be Mine”, editado pela Captured Tracks, Burch resgata o registo pop dos sixties, sublinhando o legado de bandas como The Ronettes e The Shirelles, ou, em alguns momentos, as harmonias dos Beach Boys. Seja pela intensidade da interpretação, ou pelo modo como se deixa enredar pelas guitarras, as comparações à contemporânea Angel Olsen, aos Mazzy Star ou aos companheiros de editora Widowspeak são inescapáveis, contudo, ao primeiro disco e com o talento até hoje demonstrado, a sua singularidade anuncia um dos mais promissores nomes da indie pop norte-americana.



Em tournée pela Europa, dia 23 de Setembro, no CAV – Centro de Artes Visuais, Molly Burch, acompanhada da sua banda, apresentará pela primeira vez em Portugal o seu álbum de estreia, confirmando tudo o que de bom se tem escrito sobre ela.



----------------------------------------------------

"A hugely self-assured debut offering that makes a real impression". – Clash (7/10)

“The most interesting facet of an album stuffed with wistful, glinting pop: Burch stealing the show so effortlessly with her golden throat.” – Austin Chronicle (4/5)

“Seldom can nostalgia have sounded so fresh.”– Uncut (8/10)

----------------------------------------------------

:: Bilhetes
6€ (associados Lugar Comum)
8€ (geral)

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
Através do e-mail: lugarcomum.pt@gmail.com (mediante envio de indicação do nome completo + nº BI para posterior confirmação)

Os bilhetes reservados deverão ser confirmados e levantados no dia do concerto, no CAV - Centro de Artes Visuais (Pátio da Inquisição), entre as 21h30 e as 21h50.

Uma organização da Lugar Comum e da Son Estrella Galicia, em colaboração com o CAV – Centro de Artes Visuais.

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum / Son Estrella Galicia
colaboração: CAV - Centro de Artes Visuais
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

FESTIVAL (in)COMUM

Baixa de Coimbra
sexta, 28 de Julho de 2017
11:00 > 24:00
 
 
FESTIVAL (in)COMUM
A música independente invade a Baixa de Coimbra.

A Lugar Comum, em colaboração com a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra, convida a explorar alguns dos espaços de comércio tradicional da cidade.

Ao longo da tarde e noite de 28 de Julho, sob o signo da música independente, haverá um concerto, diversos showcases, dj sets e projecções de documentários.

O acesso é gratuito.
Esperamos por vós!

----------------------------------------------------


~ CONCERTO ~

Matt Kivel (us) :: 22:00
CAV – Centro de Artes Visuais (Pátio da Inquisição)


~ SHOWCASES ~
 
Alek Rein :: 16:30
Lucky Lux (R. do Sargento-Mor, 11)

Senhor Doutor :: 16:50
Ágata Joalharia (R. Ferreira Borges, 149)

Marco Luz :: 17:10
Banana Chiclete (Arco de Almedina)

Valter Lobo :: 17:30
Jorge Mendes Decorações (Pr. do Comércio, 19)

Rita Braga :: 17:50
Pet & Tea (R. João Cabreira, 4)

Marco Luz :: 18:00
Galeria Victor Costa (Edifício Arnado, r/c, loja 16)

Senhor Doutor :: 18:30
Hotel Oslo (Av. Fernão de Magalhães, 25)

Rita Braga :: 18:50
Pinto & Filhos (R. da Louça 2)

Alek Rein :: 19:10
NARC (R. Ferreira Borges, 25)

Valter Lobo :: 19:30
Gang of Four (R. Visconde da Luz, 72, 1º)


~ DJ SETS ~
 
Emanuel Botelho
Praça do Comércio :: 19:30 > 21:30
Largo da Portagem :: 22:00 > 24:00


~ EXIBIÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS ~
 
11:00 > 19:30
I Love My Label - Museu Municipal de Coimbra
Um quarto no éter - Lucky Lux


~ PLAYLIST (in)COMUM ~
 
11:00 > 19:00
Be 51 / Banana Chiclete / Café Santa Cruz / Cavalinho / Chronospaper / Decorações de Coimbra / Gang of Four / Loja da Laura / Margem d`euforia / Miss Curvy Lingerie / Pet & Tea
 
 
----------------------------------------------------

:: Entrada gratuita (limitada à lotação dos espaços).
A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso, neste evento, à vantagem de poder reservar e garantir lugar.

:: Reservas
lugarcomum.pt@gmail.com
 
Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção:
Lugar Comum + Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra

apoios:
Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

colaboração:
CAV Centro de Artes Visuais / A Escola da Noite / Antena 3

NOISERV

TAGV - Teatro Académico de Gil Vicente [Coimbra]
sábado, 20 de Maio de 2017
21:30

Desde 2009, altura em que, pela primeira vez, a Lugar Comum acolheu um concerto de noiserv, que o percurso ímpar deste músico português vinha avolumando o desejo de o voltar a fazer. 



Com cerca de 12 anos de existência, noiserv, “homem-orquestra”, ou banda de um homem só, tem vindo a afirmar-se como um dos mais estimulantes projectos da nova geração de músicos portugueses. No currículo conta com o bem sucedido disco de estreia “One Hundred Miles from Thoughtlessness” [2008], o EP “A Day in the Day of the Days” [2010], e “Almost Visible Orchestra” [2013], recentemente reeditado internacionalmente pela editora francesa Naïve, casa-mãe de projectos como Yann Tiersen, M83, entre muitos outros. O mais recente "00:00:00:00", de 2016, é um disco diferente daquilo a que noiserv nos tem habituado. A “orquestra de sons”, que tão bem lhe conhecemos, deu lugar ao som de um piano tocado a muitas mãos, enquanto da sua voz vemos sair, nos temas não instrumentais, histórias em português.



Dia 20 de Maio, pelas 21:30, será uma oportunidade única para assistir, no Teatro Académico de Gil Vicente, à apresentação do novo disco, bem como à revisitação dos álbuns anteriores.



----------------------------------------------------

"(...) rodeado de botões, teclados, metalofones e quaisquer objectos que produzem o som certo para determina canção, ou sentado simplesmente ao piano, David continua a ser um só homem (com o charme de um homem só)." - Ípsilon

"A paleta de sons no catálogo de Noiserv pode ser muito extensa, mas há um traço que acompanha todas as criações: o apuro nas composições e a marca da introspeção." - Jornal i

"Noiserv deixa para trás a roupagem electrónica, atira com o inglês às urtigas e surpreende com um disco feito exclusivamente de piano e cantado em português. Uma transformação total ainda que, por entre estas faixas, se distinga a caixa musical noiserviana que o compositor português tratou de construir com habilidade de carpinteiro." - Deus Me Livro

----------------------------------------------------

:: Bilhetes
8€ (≤ 25 anos, Estudante, ≥ 65 anos, Grupo ≥ 10 pessoas)
10€ (geral)

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
bilheteira@tagv.uc.pt | 239 855 636
(segunda a sábado, 17h00-22h00)
Uma organização da Lugar Comum, em colaboração com o TAGV.

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum
colaboração: TAGV
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

DOUGLAS DARE

CAV - Centro de Artes Visuais [Coimbra]
sábado, 13 de Maio de 2017
22:00

Na pequena cidade costeira de Bridport, Douglas Dare cresceu sempre rodeado de música. A sua mãe, professora de piano, encorajou o filho a compor desde tenra idade, algo que este começou a levar mais a sério durante a sua formação no Liverpool Institute for Performing Arts. As suas composições elegantes e, ao mesmo tempo, assombrosas, valeram-lhe rasgados elogios e comparações a nomes como James Blake ou Thom Yorke, fazendo com que captasse a atenção da consagrada editora londrina Erased Tapes.


A partir de 2013, a relação com esta editora traduz-se numa mudança para Londres e em registos editados, primeiramente com o EP "Seven Hours" (2013) logo seguido pelo primeiro álbum "Whelm" (2014). Na sequência da edição e aclamação pela crítica destes primeiros registos, Douglas Dare começa a pisar palcos em nome próprio e na companhia de colegas da Erased Tapes, como Ólafur Arnalds ou Nils Frahm.


O seu segundo álbum, "Aforger" (2016), surge na sequência de uma conturbada fase na vida pessoal de Douglas Dare, em que este se questiona sobre os limites entre a realidade e a ficção, sobre o que significa a identidade e a percepção desta, numa sociedade dominada pela tecnologia. Esta temática atravessa os poemas originais que servem de base às composições deste segundo disco, misturado nos icónicos estúdios Abbey Road, por Fabian Prynn. "Aforger" representa uma evolução também na composição e no som de Douglas Dare, agora mais denso e sombrio, mas ao mesmo tempo vulnerável e íntimo.


Pela primeira vez em Portugal, o músico britânico traz todo o seu repertório na bagagem para apresentar, a 13 de Maio, no Centro de Artes Visuais, em Coimbra.

----------------------------------------------------

"An artist who genuinely has something to say about what it feels like to be alive in these times." - The Quietus

"Imagine John Vanderslice’s trembling melodic narration and pristine pop-rock craftsmanship applied to frigid electronic soundscapes out of a Thom Yorke solo album, and then get really excited." - Stereogum

"Douglas Dare’s music is solitary, passionate and moving. In the stories he tells, the melodies he sings and the conviction he sings them with." - The Line Of Best Fit

----------------------------------------------------

:: Entradas
6€ (associados Lugar Comum)
8€ (geral)

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
lugarcomum.pt@gmail.com

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum
colaboração: CAV
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

PASCAL PINON

CAV - Centro de Artes Visuais [Coimbra]
quinta, 9 de Março de 2017
21:30

Com apenas 14 anos, as gémeas islandesas Jófríður e Ásthildur Ákadóttir formaram o projecto Pascal Pinon. Tendo desde muito cedo atraído o interesse da label berlinense Morr Music, viriam a editar um primeiro álbum homónimo (2009), caracterizado pela adolescência das harmonias e a utilização de um vasto acervo de teclados, xilofones e mesmo caixas de música, que o situavam na geografia delicada da twee folk.



"Twosomeness" (2013), o álbum que se seguiu, foi produzido por Alex Somers (Sigur Rós, Julianna Barwick), cuja intervenção ao longo do processo de gravação, viria a dotá-lo da densidade que faltara ao antecessor. O recurso a elementos electrónicos e a convivência com o legado de Bjork e dos Sigur Rós, renderam às jovens islandesas um rol de elogios por parte da crítica, que então assinalou a sua rápida maturidade sonora.



Foi preciso esperar mais três anos pela edição de "Sundur (2016), resultado do reencontro de Jófríður e Ásthildur, após um período em que a primeira formou um projecto de electrónica (Samaris), ao passo que a segunda frequentou um curso de música clássica em Amesterdão. Deixando para trás a estética do álbum precedente, "Sundur" marca um retorno à essência da escrita de canções, em torno de narrativas folk islandesas e de uma ideia de afastamento e proximidade,que pautou a vida das duas irmãs nos últimos anos.



Pela primeira vez em Portugal, as Pascal Pinon trazem consigo aquele que é o seu álbum mais cru, e o que melhor define a sua identidade, após um percurso de 7 anos. Ocasião para um há muito aguardado encontro com uma das referências actuais da música e tradição folk islandesa.


----------------------------------------------------

"They may have been apart for a while, but Sundur is proof that the musical connection between the two sisters is as strong as ever." - The Line of Best Fit


----------------------------------------------------

:: Bilhetes
4€ (associados Lugar Comum)
5€ (geral)

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
Através do e-mail: lugarcomum.pt@gmail.com (mediante envio de indicação do nome completo + nº BI para posterior confirmação)

Os bilhetes reservados deverão ser confirmados e levantados no dia do concerto, no CAV - Centro de Artes Visuais (Pátio da Inquisição), entre as 21h00 e as 21h25.

Uma organização da Lugar Comum, em colaboração com o CAV – Centro de Artes Visuais.

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum
colaboração: CAV - Centro de Artes Visuais
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra