HEATHER WOODS BRODERICK

Convento de São Francisco [Coimbra]
sexta, 18 de Novembro de 2016
22:00

Foi em 2010, na companhia do pianista germânico Nils Frahm, que Heather Woods Broderick se apresentou em Braga e Coimbra, trazendo consigo o seu primeiro álbum “From The Ground”. Produzido pelo irmão, Peter Broderick, e envolto nos elegantes arranjos do músico de Portland, por entre eles emergiam as vocalizações de Heather, que lhe valeram comparações na imprensa norte-americana a Hope Sandoval (Mazzy Star) ou Elizabeth Frazer (Cocteau Twins). No entanto, ao contrário de Frahm ou do seu irmão, cuja profusão de projectos e edição de trabalhos se multiplicaram nos anos que se seguiram, Heather optou por adiar a gravação de um segundo LP, continuando a emprestar a sua dimensão de multi-instrumentista (teclista, guitarrista e violoncelista) a vários músicos, como já o vinha fazendo anteriormente, casos de Alela Diane, Horse Feathers, Efterklang e, durante a maior parte daquele período, partilhando o estúdio e o palco com Sharon Van Etten.



Durante os meses que se seguiram, dependeu de amigos seus, que a acolheram, ao mesmo tempo que prosseguiu os seus estudos e tentou refazer parte das composições que permaneceram na sua memória. Mais tarde, com o apoio de diversos músicos, amigos e apreciadores do seu trabalho, foi possível constituir um fundo para que gravasse o seu quarto disco, ao qual deu o nome do comboio que a transportou para uma nova etapa: “Empire Builder”.



No próximo dia 18 de Novembro, a convite da Lugar Comum, Heather Woods Broderick dará a conhecer ao público de Coimbra o seu mais recente trabalho. Esta actuação, a ter lugar no Convento de São Francisco, integrará o ciclo de concertos “American Autumn”.

----------------------------------------------------

“Six years on, and Glider is a stunningly mature, accomplished record. Broderick is a more talented writer than most, and so has crafted something so exquisitely mournful, it's hard not to drift along with her.” (9/10) – Drowned in Sound

“Most folks probably know Broderick as Sharon Van Etten’s right hand gal. It's clear in the six years since her solo debut and her roots in the experimental folk scene that Broderick has picked up some of Van Etten’s traits.” (8.5/10) – The Line Of Best Fit

“Subtlety is key. Ms. Broderick knows this. With the time and production value put into these songs, they could have easily gone the direction of Top 40. But it didn't. Take a listen. Soon you'll be lost in the worlds of melancholy and the sublime.” (8/10) - The 405

----------------------------------------------------

:: Bilhetes
(mais informações em breve)
A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

Uma organização da Lugar Comum e da Son Estrella Galicia, em colaboração com o Convento de São Francisco e a Câmara Municipal de Coimbra.

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum / Son Estrella Galicia
colaboração: Convento de São Francisco / Câmara Municipal de Coimbraapoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra

LAURA GIBSON

CAV - Centro de Artes Visuais [Coimbra]
sexta, 16 de Setembro de 2016
22:00

Em 2014, Laura Gibson decidiu deixar Portland, a cidade na qual sempre residiu, onde mantinha o seu conjunto de relações familiares e afectivas, a mesma que envolvia as suas canções, povoando o imaginário lírico da autora norte-americana. Ao longo de três dias, viajou no Empire Builder, o comboio que percorre toda a extensão da fronteira canadiana em direcção à costa Este, e no caso de Laura, rumo a uma segunda vida em Nova Iorque.



Ali chegada, matriculou-se no histórico Manhattan’s Hunter College, onde passou a estudar escrita criativa, ao mesmo tempo que começou a trabalhar no seu quarto álbum de originais. Porém, em Março de 2015, o edifício onde residia viria a ser destruído por uma explosão de gás, que vitimou duas pessoas e feriu outras dezanove. Não obstante se encontrar no local, Laura escapou ilesa. No entanto, os danos que sofreu revelaram-se igualmente irreparáveis, ao perder todos os objectos pessoais, os seus instrumentos musicais, semanas de trabalho, rascunhos, poemas e novas composições.



Durante os meses que se seguiram, dependeu de amigos seus, que a acolheram, ao mesmo tempo que prosseguiu os seus estudos e tentou refazer parte das composições que permaneceram na sua memória. Mais tarde, com o apoio de diversos músicos, amigos e apreciadores do seu trabalho, foi possível constituir um fundo para que gravasse o seu quarto disco, ao qual deu o nome do comboio que a transportou para uma nova etapa: “Empire Builder”.



Acompanhada em estúdio por Peter Broderick, Dave Dapper (Death Cab For Cutie) Nate Query (The Decemberists) e Dan Hunt (Neko Case), Laura Gibson gravou aquele que é apontado pela maioria da crítica como o seu melhor álbum até à data. Imerso nas suas doces vocalizações e na subtileza dos arranjos proporcionados por Broderick, Empire Builder é um momento de catarse e recomeço no percurso da cantautora norte-americana.


No dia 16 de Setembro, no CAV – Centro de Artes Visuais, Laura Gibson apresenta ao público de Coimbra o seu mais recente trabalho, num concerto revelador do seu novo percurso e da sua afirmação como uma das mais sólidas cantautoras da actualidade.

Data única em Portugal inserida no ciclo de concertos “American Autumn”, que traz até Coimbra, durante o período do Outono, propostas da indie norte-americana, pela mão da Lugar Comum e da Son Estrella Galicia.



----------------------------------------------------

“There isn't a song here that isn't a low-key delight.” (8/10) – Q Magazine

“Laura Gibson addresses transformation, loss, connection and apartness in literate, finely turned pop songs centred on her sweet, pellucid voice and filled out with dreamy loops and strings.” (8/10) – Uncut

“Gibson offers a cathartic tale of loss and redemption, set against a gorgeous sonic backdrop. She sounds newly confident, invigorated, and free.” (7.7/10) - Pitchfork

----------------------------------------------------

:: Bilhetes
8€ (associados Lugar Comum)
10€ (geral)

+ oferta de 1 cerveja Estrella Galicia nas primeiras 50 reservas de bilhete.

A subscrição anual da condição de "Associado Lugar Comum", no valor de 5€, permite o acesso a descontos e outras vantagens.

:: Reservas
Através do e-mail: lugarcomum.pt@gmail.com (mediante envio de indicação do nome completo + nº BI para posterior confirmação)

Os bilhetes reservados deverão ser confirmados e levantados no dia do concerto, no CAV - Centro de Artes Visuais (Pátio da Inquisição), entre as 21h15 e as 21h55.

Uma organização da Lugar Comum e da Son Estrella Galicia, em colaboração com o CAV – Centro de Artes Visuais.

Evento de Facebook: [ link ]

organização / produção: Lugar Comum / Son Estrella Galicia
colaboração: CAV - Centro de Artes Visuais
apoios: Câmara Municipal de Coimbra / Rádio Universidade de Coimbra